Vídeos

Loading...

Radio IT

Découvrez la playlist inutilias truncat avec The Gladiators

quarta-feira, 30 de julho de 2008

Augustus Pablo - Valley of Jehosaphat

01 - kushites
02 - kushites dub
03 - valley of jehosaphat
04 - jah express
05 - sky gazer
06 - foggy mountain
07 - chalawa
08 - 3rd generation
09 - omega africa
10 - internal struggle
11 - sea shell dub
12 - burning drums
13 - sleeping chariots
14 - ethiopian binghi drums
15 - lymphatic time

Augustus Pablo

Marlene Johnson - Runaway


01-Your Face.mp3
02-We Are Warrior feat. Marlon B.mp3
03-Lion.mp3
04-Jah Guide feat. Yah Meek.mp3
05-He Said.mp3
06-We Here Feat. Ward 21.mp3
07-Coming Home.mp3
08-Babylon.mp3

Marlene Johnson

Iqula - Rastafari 4 Eva


01 - Change
02 - Revolution
03 - A Little Bit
04 - Heavy Load
05 - Ithiopia Land
06 - Who Am I (ft Jr Gong and Steven Marley)
07 - Rastafari 4 Eva
08 - Love Him
09 - Survive
10 - Abba Yeh
11 - Dread Nut
12 - Ippah
13 - Ital Stew
14 - Fire Bun

Judy Mowatt - Black Woman


01 - Strength To Go Through
02 - Concrete Jungle
03 - Slave Queen
04 - Put It On
05 - Zion Chant
06 - Black Woman
07 - Down in the Valley
08 - Joseph
09 - Many Are Called
10 - Sister's Chant

Afrika Kidz Crew - Mesclando Rimas



01 - Intro Mesclandorimas
02 - Interlude -I Am Mc/Eu sou mc
03 - Im a Mc/Eu Sou Mc
04 - Interlude - Crianças O Futuro/Children The Future
05 - Crianças O Futuro/Children The Future
06 - Sanatorio/Sanitarium
07 - Estrupando A Levada/Rape The Flow
08 - Interlude - Irmaos/Brothaz
09 - Irmaos/brothaz
10 - Aparencias / Appearance
11 - Rimas/Rhymes
12 - Dedicação/Dedication
13 - O Inicio/The Beginning
14 - Um Amor/One Love
15 - Bonus Track - feat Jassasin

terça-feira, 29 de julho de 2008

Da Guedes - DG vs A Luz Falsa Que Hipnotiza o Bobo!


01 Intro
02 Guerillha
03 O Tempo Passa
04 A Noite na Selva
05 Milhares
06 Jogo da Vida
07 O que Houve Man
08 Mesmo!
09 Sobre a Luz do Túnel
10 Jornada
11 A Fú
12 Strret Warriors
13 Redenção
14 O Tempo passa (Remix)
15 Fim que analisa a ação

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Mzuri Sana - Ópera Obliqua

1. Ópera Obliqua
2.M-Z-U-R-I
3.Farpas Pregos Nuvens Orações
4.Escuta Essa!
5.Slick, Boy!
6.Se Quiser
7.Definição (part. Iggor Cavalera e Rappin Hood)
8.Tão Difícil
9.Terapia (Nervoso No Trampo)
10.Improvise (part. Vander Carneiro)
11.Era Uma Vez Três...
12.Do Espaço
13.O Que É, O Que É?
14.Rap De Raíz

Mzuri Sana

sexta-feira, 25 de julho de 2008

VA - The Message No Joke - Vol 1 - 2007


01 - Come Home
02 - Mr Wicked
03 - Real Friends
04 - One Day
05 - Give Da People
06 - Stay Away
07 - This Is The Day
08 - Reservation
09 - Top Notch
10 - Color Of The Wind _Adapted
11 - SlaveDriver _Adapted
12 - This Is How I'm Feeling
13 - I'll Wait For You
14 - Mamma Africa
15 - The Wicked A Ga Burn

Pama Internacional - Trojan Sessions - 2006


01 - Disobedient Child (feat Rico Rodriguez)
02 - Neither High Nor Dry (feat Dennis Alcapone)
03 - Betterment Blues (feat Dawn Penn)
04 - It's All About The Money
05 - I Know It's Not Your Way
06 - Life Is What Happens
07 - It Ain't Funny (feat Dave & Ansel Collins)
08 - I Got So Much To Shout About
09 - One Step
10 - Penny Wise Pound Fool (feat Derrick Morgan)
11 - Fisherman (feat Winston Francis & AJ Franklin)

Haile Maskel (Aka Mikey Ras Starr) - Papa Africa - 2004


01 - Papa Africa
02 - Life is driffting away
03 - Sweet Chariot
04 - Shango
05 - Tens of Ten
06 - Rebaptize
07 - Jah Jah Light
08 - I am de Rasta
09 - Pot of Gold
10 - All unto Jah
11 - Puh doung yuh burden
12 - Roll Call

quinta-feira, 24 de julho de 2008

Instituto - Coleção Nacional



01. Beatboxsamba - Fernandinho Beatbox
02. Cabeça de nêgo - Instituto e Sabotage
03. Dia de desfile - Instituto e Rappin' Hood
04. Na ladeira - Rica Amabis e Bonsucesso Samba Clube
05. O dia seguinte - Tejo, BNegão e Otto
06. Solaris/Só mais um samba - Rica Amabis e Los Sebozos Postizos
07. Dama Tereza - Instituto e Sabotage
08. Tabocas - Instituto e Z'África Brasil
09. Verdin 2/Dub do Galo - Dengue, Pupilo e Ganjaman
10. #1 - Daniel Ganjaman e Maurício Takara
11. Kianca - Flu
12. • Juntando coco - Cila do Coco e Kid Koala• Coco do pneu (Dona Cila)• Uma medalha dourada (Jaime Gonzaga do Nascimento)• Cavalheiro, rode a dama (Heleno Duarte)• A despedida (Dona Cila)
13. Só vou deixar os ossos - Rica Amabis e Fred Zero Quatro
14. Traidores dub - Traidores da Babilônia

A Filial - Quem Menos Tem É Quem Mais Oferece

Formada em 2000 por Edu Lopes, velho conhecido do cenário hip hop carioca e dissidente do The Funk Fuckers, grupo integrante da Hemp Family - junto com Planet Hemp, Black Alien, Speed Freaks e O Rappa - núcleo que daria a cara da música produzida no Rio de Janeiro nos anos 90, A Filial lança o álbum Quem Menos Tem é Quem Mais Oferece pelo selo Dubas Música, um belo trabalho de Hip Hop funkeado e com bastante uso de scratches, misturado ao Soul com pitadas de Samba e Eletrônica!!

1. Gosto Tanto
2. Brilha o Sol
3. Dança
4. Quem Menos Tem É Quem Mais Oferece
5. Verso Versátil
6. Pra Quem Trabalha Com Amor
7. A Arte Do Final Da Tarde
8. Charme E Sedução
9. Be The World
10. Fluxo Intenso
11. Prelúdio
12. Linda
13. PS

Otro Plano - Produto Caseiro - 2007


Formado pelos mc's Renato Bueno(Yo) e Allysson Lopes(DJ A), ambos de Brasília DF, nova escola muito bom, de escutar do começo ao fim. Pelo menos alguma coisa boa de Brasilia...kkkk
01 - Produto caseiro
02 - OtroPlano
03 - Vem ver de Coé (Part.Hadda)
04 - Dejotazz
05 - Essencia (Part.HIgo e Benjamim - Ataque Beliz)
06 - Jogo de Rua (Part.Wander) - Prod.Doxsoul
07 - Improvisaê (Prod.Alan com um L Só)
08 - Inspirações (Part. HIgo)
09 - Cachaça da Gota
10 - Agua na Magoa
11 - Pra Ela
12 - Sua História (Part.Benjamim)
13 - Inveja.
ou

Kamal - Simples


Mc da nova escola do rap brasileiro, esse mano manda uma rima mais forte que a outra. Sem querer criar comparações quem gostou do Slim Rimografia que foi postado aqui tenho certeza que irá gostar do som do Kamal também.
1- E Aí
2- Bom Dia
3- Paredão
4- Juventude
5- Batida Crua
6- Mal Sabia
7- Unissex
8- Xofala
9- Simples
10- Vim, Vi, Venci
11- Conta Comigo
12- Aventureiro
13- Falou Aí

Sublime - Sublime




Manu Chao - Próxima Estacion Esperanza


Jose Manuel Thomas Arthur Chao é o cantor e compositor francês mais conhecido como Manu Chao. Seu sucesso começou quando começou uma turnê pela América Latina nada comum: Mano Chao e os integrantes de sua banda viajavam de barco ao lado de atores e de um circo, tocando em cidades portuárias ao longo da costa do continente. Em 1998 lança o álbum Clandestino e entre definitivamente para o cenário da música mundial.as caribenhas para suas músicas. Próxima Estacion Esperanza é o seu segundo disco, lançado em 2001.

1. Merry Blues

2. Bixo

3. El Dorado 1997

4. Promiscuity

5. La Primavera

6. Me Gustas Tu

7. Denia

8. Mi Vida

9. Trapped By Love

10. Le Rendez Vous

11. Mr.Bobby

12. Papito

13. La Chinita

14. La Marea

15. Homens

16. La Vacaloca


De Leve - Manifesto 1/2 171


Rap autêntico, descompromissado, debochado e porai vai. De primeiríssima, rimas inteligentes, desconcertantes...como diz o próprio 'pirataria salva'.Mais um ultra, super, mega, turbo, íper e muito bom do rap nacional negooo!!!
01 México
02 Se Liga
03 Feipa
04 Diploma
05 Tema Da Novela Das 8
06 Rolé De Camelim
07 Todo Errado
08 Isso Sim É Uma Piada
09 Caô Fudido
10 Pode Queimar
11 Magali, Carol, Bisteca e Chuleta
PASSWORD: ladrolama

ZenTone - Zenzile meets High Tone



01 - the source
02 - zentown
03 - crash test
04 - dub invaders
05 - organ gift
06 - pulse weed
07 - breathe
08 - deeper
09 - the drop
10 - wide screen

Criança Roubança - Pra Ond vai o Dinheiro


Passou o primeiro semestre inteiro enchendo a paciência de todo mundo, exigindo explicações de gastos com tapioca, botaram o Heráclito "Dantas" para fazer a CPI das ONG's, que não fizeram nada, e agora volta com a maior safadeza pedindo dinheiro para pilantropia, SEM PRESTAR CONTA dos gastos.
Desde o ano passado, cobramos um portal da transparência no Criança Esperança, e só recebemos respostas evasivas. Dizem que ajudam várias instituições, até dão nomes, mas nada de números, valores e nem detalhes de como é gasto o dinheiro.
Assim, sem transparência, as portas ficam escancaradas para a roubalheira.
Dizem que arrecadou R$ 15 milhões em 2007 e mostram propagandas com meia dúzia de crianças onde a gente não consegue vislumbrar como conseguem gastar essa montanha de dinheiro ali.
As mesmas perguntas do ano passado, continuam sem resposta até hoje:
1) Por 19 anos, de 1986 até 2004 o programa era em parceria com a UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a INFÂNCIA). Desde então a parceria foi trocada pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura).
Ora se o programa chama-se "Criança esperança", porque não a UNICEF?
2) O criança esperança é caça-níquel da Globo: ela vende 1 cota de patrocínio para os especiais do Criança Esperança: este ano é para a Tramontina. (o ano passado era a Azaléia e Banco do Brasil, que saíram fora da picaretagem). Além disso veicula propagandas diversas nos intervalos comerciais. Se a Globo explora comercialmente este programa, então tem fins lucrativos: ou seja, nós entramos com as doações e a Globo fica com o lucro dos patrocínios, e dá uma de boazinha nessa história.
3) Outra esperteza caça-trouxa é o "pedágio" das ligações tarifadas, igual votos no BBB. Até para doar você tem que pagar o "pedágio" para Globo e para para teles:R$ 0,27 + impostos por ligação de telefone fixo.R$ 0,50 + impostos por ligação de telefone celular.O melhor a fazer é NÃO doar para a Globo/UNESCO e doar para alguma instituição perto de você, de sua confiança, que você conheça e saiba como é aplicado o dinheiro.
Se não conhecer nenhuma instituição de confiança próxima, é melhor doar direto aqui para a UNICEF (que desligou-se da picaretagem da Globo em 2004, não confundir com a UNESCO atual que não tem muito a ver com infância).
Por:Zé Augusto.
* texto tirado do Blog Lagrima Psicodelica

Manu Chao - La Radiolina






Manu Chao - Clandestino



1. Clandestino
2. Desaparecido
3. Bongo Bong
4. Je Ne T'Aime Plus
5. Mentira...
6. Lagrimas de Oro
7. Mama Call
8. Luna y Sol
9. Por el Suelo
10. Welcome to Tijuana
11. Dia Lina... Dia Pena
12. Malegria
13. Vie a
14. Minha Galera
15. Despedida
16. Viento

quarta-feira, 23 de julho de 2008

N'Zambi - Kaya, Mas se Oriente - 2008


Ao somar o reggae pernambucano a outras influências de matriz africana surgiu a banda N’zambi, no bairro da Várzea, Recife, que agita e propaga pelo nordeste um som com identidade, elevando e rasgando a sua voz ao som de uma base musical coesa e sutil, falando da realidade do povo excluído e indicando caminhos de superação. Surgida em 2003 a banda tem um histórico de shows bastante carregado, tocando ao lado de bandas como: Natiruts, Ponto de Equilíbrio, Planta e Raiz, Adão Negro, Tribo de Jah, sem falar nos jamaicanos Fully Full Wood Reggae Band (Peter Tosh Celebration) e U-Roy.A banda N’zambi que ao longo desses anos só tinha dois cds demos gravados, soma-se a produtora Zeroneutro e resolve gravar no estúdio Fábrica seu primeiro álbum Kaya, mas se oriente!, reunindo 12 composições próprias, passeando do reggae raiz ao ska, inserindo elementos do candomblé, música cubana, nyabing, dub, jazz, rock e ragga. Este álbum foi resultado de um trabalho de 4 anos e contou com a produção musical de Ras André, guitarrista da banda Ponto de Equilíbrio, que também participa da música Canto ao alto. Participam também Thiago (tecladista da Ponto de Equilíbrio), o caboverdiano Tchida (banda Coração di Nêgu), João Rasta (banda Massativa) e a cantora Carla D’Anunciação.Uma certeza que pode ser destacada ao longo dessa estrada é que a N’zambi se afirma no cenário reggae sem criar esteriótipos ou uma necessidade de auto-afirmação, mas tendo como missão a utilização da música como instrumento de celebração da vida, conscientização política e terapia para a alma.N’zambi significa Deus no dialeto kimbundu, dos povos Bantus de Angola, e segundo o bispo da Pastoral do Negro, Dom José Maria Pires, é Deus como ser “que diz e faz”. Para os integrantes da banda havia um nome de bastante energia e motivação, pois além de ter um significado forte e presente nas nossas vidas, se utilizava do vocabulário de um povo bastante presente na identidade brasileira e pernambucana.
01. Kaya, mas se oriente
02. Dandara
03. Canto ao alto
04. Dub, suingue e alma
05. Massa de manobra
06. Quizombêra da Várzea
07. É só hoje
08. Cidade grande no ar
09. Felicidade
10. Rastafari
11. Falsos profetas
12. Quem foi que disse?

One Day As A Lion - One Day As A Lion EP - 2008


Banda pra quem gosta de Rage Against the Machine (como eu), ja que "One Day as A Lion" é o novo projeto de Zack De La Rocha em parceria com o ex-baterista da banda The Mars, Jon Theodore. O som até lembra RATM, mas a influência eletrônica é clara, pois quase tudo é sintetizado. Mas não pensem que deixa de ser pesado o som. De La Rocha comanda comanda os vocais e teclados e Jon Theodore marca a pegada pesada da banda na bateria.
O nome vem de uma fotografia em P/B, de George Rodriguez, feita em 1970, em um distrito de L.A., chamado Boyle Heights. Na foto tinha a frase "It's better to live one day as a lion, than a thousand years as a lamb" . Em português "ë melhor viver um dia como um leão, do mil anos como um cordeiro."
Altamente recomendado..........

01 – Wild International
02 – Ocean View
03 – Last Letter
04 – If You Fear Dying
05 – One Day As A Lion

One Day As A Lion

Chico Science e Nação Zumbi - Ao Vivo Bom Tom Rádio



CSNZ Bom Tom Radio

Chico Science e Nação Zumbi - Ao Vivo no Abril pro Rock - 1996



CSNZ

Chico Science e Nação Zumbi - Ao Vivo Carnaval de Recife



1. Mister Moto
2. Antene-se
3. Praieira
4. Banditismo por uma questão de classe
5. Lixo no Mangue
6. Maracatu de Tiro Certeiro
7. Sobremesa
8. Risoflora
9. Rios, Pontes e Overdrives

Chico Science e Nação Zumbi - Ao Vivo em Montreux Jazz Festival - 1995



01 - anouncement

02 - monólogo ao pé do ouvido - banditismo

03 - etnia

04 - antene-se

05 - maracatu de tiro certeiro

06 - vinheta

07 - rios pontes & overdrives

08 - salustiano song

09 - sobremesa

10 - a praiêra

11 - macô

12 - samba makossa

13 - enquanto o mundo explode

14 - vinheta - filha de gaiamun

15 - da lama ao caos

16 - coco dub (afrociberdelia)

17 - thanks

18 - todos estão surdos

19 - a cidade

20 - corpo de lama

21 - mister moto

CSNZ

Chico Science e Nação Zumbi - Ao Vivo no Circo Benetton - São Paulo - SP - Abril 1994





Continuando a saga de discos ao vivo dessa banda q mudou em muito o jeito de fazer musica...........
01 - A Cidade
02 - A Hora e a Vez do Cabelo Crescer [Cover Mutantes]
03 - Salustiano Song
04 - A Praieira
05 - Da Lama ao Caos - Roda, Rodete, Rodiano
06 - Rios, Pontes e Overdrives [Com Fred 04]

Chico Science e Nação Zumbi - Ao Vivo Hollywood Rock - 1996




Fantástico show no hollywood rock de 1996. Nesse show, Chico aparece numa performance que foi marcada por ter definitivamente levado o mangue pro resto do Brasil. Foi esse show que introduziu o som de Chico a muitos artistas do sul/sudeste do país. Destaque para a música cover de Roberto Carlos (Todos Estão Surdos), Refuse Resist (Sepultura) e a nunca gravada oficialmente Filho de Guaiamum.
Mateus enter / rios pontes e overdrives
todos estão surdos [roberto carlos]
a cidade
a praieira
enquanto o mundo explode
filho de guaiamum
lixo do mangue
da lama ao caos/ refuse resist (sepultura)
salustiano song
macô
manguetown

Chico Science e Nação Zumbi - Ao Vivo Bem Brasil - 19/05/1996




Francisco de Assis França, mais conhecido pela alcunha de Chico Science (Olinda, 13 de março de 1966 - Recife, 2 de fevereiro de 1997) foi um cantor e compositor recifense, um dos principais colaboradores do movimento Manguebeat em meados da década de 1990. Líder da banda Chico Science & Nação Zumbi, deixou dois discos gravados: Da Lama ao Caos e Afrociberdelia, tendo sua carreira precocemente abortada por um acidente de carro na rodovia entre as cidades de Olinda e Recife.Chico Science participava de grupos de dança e hip hop em Pernambuco no início dos anos 80. No final da década integrou algumas bandas de música como Orla Orbe e Loustal, inspiradas na música soul, no funk e no hip hop. A fusão com os ritmos nordestinos, principalmente o maracatu, veio em 1991, quando Science entrou em contato com o bloco afro Lamento Negro, de Peixinhos, subúrbio de Olinda. Misturou o ritmo da percussão com o som de sua antiga banda e formou o Nação Zumbi. A partir daí o grupo começou a se apresentar em Recife e Olinda e iniciou o "movimento" mangue beat, com direito a manifesto ("Caranguejos com Cérebro", de Fred 04, da Mundo Livre S/A). Em 1993 uma rápida turnê por São Paulo e Belo Horizonte chamou a atenção da mídia. O primeiro disco, "Da Lama ao Caos", projetou a banda nacionalmente. O segundo, "Afrociberdelia", mais pop e eletrônico, confirmou a tendência inovadora de Chico Science e Nação Zumbi, que excursionaram pela Europa e Estados Unidos, onde fizeram sucesso de público e crítica. O Nação Zumbi lançou um CD duplo em 1998, depois da morte do líder, com músicas novas e versões ao vivo remixadas por DJs.Podemos citar, como bandas relacionadas a Chico Science, as conterrâneas Mundo Livre SA e Bonsucesso Samba Clube, as mais recentes Cordel do Fogo Encantado, Mombojó e Otto, passando por Sepultura (mais especificamente o álbum Roots) e Cássia Eller (intérprete de músicas como Corpo de Lama e Quando a Maré Encher), além da antiga parceira e ainda em atividade: Nação Zumbi.Em 2007, recebeu homenagem do prêmio Multishow, do canal da Globosat de mesmo nome.



01 - Mateus Enter

02 - O Cidadão Do Mundo

03 - Manguetown

04 - Etnia

05 - Bate papo

06 - A Praieira (Com Samuel Rosa)

07 - Samba Makossa (Com Samuel Rosa)

08 - Quilombo Groove

09 - Corpo De Lama

10 - A Cidade

11 - Bate Papo Com Samuel Rosa

12 - Todos Estão Surdos

13 - Maracatu De Tiro Certeiro (Com Arnaldo Antunes)

14 - Sobremesa

15 - Bate Papo Com Analdo Antunes

16 - Salustiano Song

17 - Um Satélite Na Cabeça

18 - Enquanto O Mundo Explode (Com João Gordo)

19 - Da Lama Ao Caos (Com João Gordo)

20 - Bate Papo Com João Gordo

21 - Lixo Do Mangue

22 - Macô

23 - Samba Do Lado (Com Fred 04)

24 - Computadores Fazem Arte (Com Fred 04)

25 - Um Passeio No Mundo Livre

26 - Bate Papo

27 - Manguetown (Com Todos Os Convidados)



Nação Zumbi - Ao Vivo no Circo Voador


1. Infeste
2. Meu Maracatu Pesa Uma Tonelada
3. Risoflora4. Inferno
5. Maracatu De Tiro Certeiro
6. Carnaval
7. Memorando
8. Fome De Tudo
9. Etnia
10. Blunt Of Judah
11. Coco Dub
12. No Olimpo
13. A Cidade - Samba Makossa - Da Lama Ao Caos

CSNZ

Chico Science e Nação Zumbi - Ao Vivo na Radio Transamérica


01 Mateus Entner
02 O cidadão do mundo
03 Maracatu de tiro certeiro
04 Enquanto o mundo explode
05 Da lama ao caos
06 Filho de Guaiamun / Lixo do mangue
07 Salustiano Song
08 Samba do Lado
09 Sobremesa
10 Corpo de lama
11 A cidade
12 Something s Got To Give (Beastie Boys)
13 Manguetow

Ras Michael & The Sons Of Negus - Spiritual Roots



01 - Nobody Knows The Troubles I Feel
02 - This Train
03 - Shine
04 - Jah Jah Rainbow Sign
05 - Gathering Time
06 - No Sin Cannot Enter Zion
07 - Fire
08 - Fisher Of Man
09 - Volunteer Ethiopians
10 - Amazing Grace
11 - Some Sweet Day
12 - Key Man

Ras Michael e The Sons Of Negus

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Ras Michael & The Sons Of Negus - Dadawah Peace & Love - Nyabinghi - 1998



01 - Run Come Really
02 - Seventy Two Nations
03 - Zion Land
04 - Know How You Stand
05 - Keep Cool Babylon
06 - Rise Jah Jah Children (The Lion Sleeps)
07 - Pretty Little Face
08 - Carnal Mind
09 - Run Comes (Throw Away Your Stony Heart)
10 - Come Down (Pomps And Pride)
11 - Jah Got The Whole World
12 - Roll River Jordan
13 - Cast Them In The Fire
14 - Nyah Man Say
15 - Rastaman Chant
16 - We're Marching On To Victory

Ras Michael & the Sons of Negus

The Abyssinians - Satta Massagana - 1975




A pedido, estou postando este cd q é um dos melhores q to escutando atualmente.......recomendado.........


1. Declaration of Rights
2. The Good Lord
3. Forward Unto Zion
4. Know Jah Today
5. Abedingo
6. Y Mas gan
7. Black Man's Strain
8. Satta Massagana
9. I And I
10. African Race
11. Leggo Beast
12. Peculiar Numbar
13. Reason Time
14. There is No End


The Abyssinians........

Marcelo D2 apresenta Hip Hop Rio

Mesmo o D2 tendo debandado pro lado negro da força midiática, passando a frequentar as cúpulas da rede Bobo de televisão, tocando para o que ele mesmo definia em músicas do Planet Hemp como comando Delta, uma sociedade que envolvia políticos corruptos, pessoas influêntes e os altos escalões da midia golpista, organizados para controlar o acesso as informações no Brasil, direcionando a grande massa da população para o caminho que melhor lhes convêm, ludibriando através da televisão, tentando contra a liberdade de expressão e o livre acesso ao conhecimento da realidade!!!
Maaas enfim, divergências de atitude à parte, um CD muito bom com uma coletânea do havia de melhor na nova safra do Hip Hop carióca, com especial indicação da segunda faixa: Mcs Emergêntes do Mahal.



1. R$ 10 Com Filipeta R$ 8
2. ,Aja; - ( Mc's Emergentes)
3. 3 Preto - ( Estaca Zero)
4. Black Alien & Speed - (Rude Boy Style)
5. Inumanos - ( Lenda Viva)
6. Negaativa - ( Pula Na Muvuca)
7. Bnegao - ( Prioridade)
8. Nucleo Sucata Sound - ( Positive Sound)
9. Dj Negralha- ( Aperte O Play E Aumente O P.A.)
10. Artigo 331 - ( Zona Norte)
11. Marcelo D2 - ( A Maldicao Do Samba)
12. Esquadrao Zona Norte - ( Terror Na Conduta " Guerra 2")
13. A Ultima Do Disco

Marcelo D2 apresenta Hip Hop Rio

terça-feira, 15 de julho de 2008

Ponto de Equilibrio - Ao Vivo


Seguindo o camarada Casper, mais um do Ponto de Equilibrio, banda essa q surgiu em Dezembro de 1999, em Vila Isabel, Zona Norte carioca, e q foi a união de oito músicos que desenvolveram suas próprias personalidades, alicerçadas no conteúdo da música reggae. Apesar das dificuldades geradas por um mercado onde falta originalidade e sobram modismos passageiros, a banda traz uma nova proposta de conscientização, através da linguagem do autêntico reggae rastafari.
01.Árvore do Reggae
02.Hipócrita
03.O Rasta Vive da Verdade
04.Ditadura da Televisão
05.So Quero o Que é Meu
06.Segregação Social
07.Odisseia
08.Ame Sua Missão
09.Africa
10.Jah Jah Me Leve
11.Soul Rebel

Edson Gomes - Apocalipse



01 Perdido de Amor
02 O País é o Culpado
03 Camelô
04 Amor Sem Compromisso
05 Babylon Vampire
06 Apocalipse
07 Me Abrace
08 Fogo na Babilônia
09 Alma 10 Etiópia
11 Tarde
12 Querida
13 Ira

Edson Gomes - Apocalipse

Mato Seco - Reggae Raiz (Demo)


01 - Nyambingh
02 - Bird in Hand
03 - Brilho Oculto
04 - Visão Moderna
05 - Navegantes da Ilusão (Estudio)
06 - Visão Moderna (Estudio)
07 - Don't Rocky My Boat
08 - Instrumental Visão
09 - Instrumental Navegantes
10 - Instrumental Dub Bob

Nossa Elite é Americana

Taxto Interessante q achei..........Matutem!!!!!!







NOSSA ELITE É AMERICANA

Luiz Carlos Azenha



Depois de uma semana enfrentando os congestionamentos de uma das maiores metrópoles da África eu me perguntei onde é que os quenianos erraram. Não, a independência dos países africanos não foi um desastre - como gostam de dizer os antigos colonizadores no escurinho do cinema. Eles adorariam que fosse essa a realidade, para que pudessem se livrar dos crimes que cometeram, dormir com a consciência tranquila e ainda tratar os africanos de forma paternalista. A independência da África deu certo, sim, mas para poucos. Deu certo para o dono da Mercedes Benz que aparece na foto acima, por exemplo. Relativamente ao conjunto da população eles são poucos. Fazem parte de uma elite africana ligada ao governo ou aos negócios que estrangeiros brancos continuam tocando no Quênia, direta ou indiretamente. Fui às duas maiores favelas de Nairobi nos últimos dias. Não me surpreendi pelo simples fato de que já conhecia a miséria africana, de viagens anteriores. Pelo contrário, dessa vez me peguei admirando a tenacidade, o espírito comunitário e o empreendedorismo dos quenianos. O Quênia festeja em 2008 os 45 anos de sua independência. A frustração é óbvia. Aqui mesmo há os que argumentam que a elite negra traiu os ideais do país e continuou o regime dos colonizadores. Há uma grande dose de revolta contra o império do momento - os Estados Unidos - e seu sub-império, o Reino Unido. Em uma repartição pública, um funcionário me disse que a rainha Elizabeth, da Inglaterra, deveria responder por crimes contra a Humanidade. Ele fazia referência aos crimes cometidos aqui pelos britânicos nos anos 50, quando combateram a rebelião Mau Mau criminalizando a população civil. Eu lembrei a ele que a História é escrita pelos vencedores e que os britânicos ainda têm meios de controlar essa História. Mas, aos poucos, o mundo saberá o que se passou na África. Já há livros como The British Gulag, por exemplo, tratando do tema. Mas há também aqueles que argumentam que a democracia ainda não se instalou no Quênia e que esse é o melhor caminho para alçar a grande massa da população às condições mínimas de sobreviência. Eu refletia sobre o assunto quando recebi um e-mail de uma campanha contra o ditador Mugabe, do Zimbábue. Uma causa aparentemente nobre. No entanto, ainda não entendi o que levou o Ocidente branco a focalizar toda a sua ira contra Mugabe - e nenhuma contra o ditador da Guin'e Equatorial, por exemplo. Não sei o motivo dessa seletividade. Talvez o petróleo que a Guin'e garante a americanos, europeus e japoneses... De repente me dei conta de que, ao julgar o Quênia, eu estava automaticamente repetindo o comportamento condescendente dos ocidentais brancos em relação à África, como se não tivessemos nossos próprios problemas e soubessemos o que é melhor para eles. Eu me lembrei de que mais brasileiros foram à Disney do que à Amazônia. Lembrei-me que o nome de um dos programas favoritos da elite brasileira é Manhattan Connection. Que a emissora de vender bugigangas no Brasil se chama Shoptime. Que o Fashion Mall é o shopping chique do Rio de Janeiro. Que em São Paulo se festeja o haloween. Que o caderno da Folha para adolescentes é o Folhateen. E lembrei que também temos uma elite preconceituosa e reacionária, que se comporta no Leblon e nos Jardins como se estivesse em Paris ou Nova York. Seria um elogio chamar essa elite de africana. A África não merece ser associada a algo tão vulgar e ignorante. Nossa elite é americana.

Fonte: http://www.viomundo.com.br/loucuras-que-eu-vi/nossa-elite-e-americana/

Edson Gomes - Acorde Levante e Lute



1. Acorde, Levante, Lute
2. Sangue Azul
3. Linda
4. Serpente
5. Sandra
6. Malandrinha
7. Inquilino Das Prisoes
8. Homens Lixo
9. Arca Da Fuga
10. Vibracao Positiva
11. Inversao
12. 500 Anos
13. Tema Da Karoba


Edson Gomes - Acorde Levante e Lute