Vídeos

Loading...

Radio IT

Découvrez la playlist inutilias truncat avec The Gladiators

quarta-feira, 23 de julho de 2008

N'Zambi - Kaya, Mas se Oriente - 2008


Ao somar o reggae pernambucano a outras influências de matriz africana surgiu a banda N’zambi, no bairro da Várzea, Recife, que agita e propaga pelo nordeste um som com identidade, elevando e rasgando a sua voz ao som de uma base musical coesa e sutil, falando da realidade do povo excluído e indicando caminhos de superação. Surgida em 2003 a banda tem um histórico de shows bastante carregado, tocando ao lado de bandas como: Natiruts, Ponto de Equilíbrio, Planta e Raiz, Adão Negro, Tribo de Jah, sem falar nos jamaicanos Fully Full Wood Reggae Band (Peter Tosh Celebration) e U-Roy.A banda N’zambi que ao longo desses anos só tinha dois cds demos gravados, soma-se a produtora Zeroneutro e resolve gravar no estúdio Fábrica seu primeiro álbum Kaya, mas se oriente!, reunindo 12 composições próprias, passeando do reggae raiz ao ska, inserindo elementos do candomblé, música cubana, nyabing, dub, jazz, rock e ragga. Este álbum foi resultado de um trabalho de 4 anos e contou com a produção musical de Ras André, guitarrista da banda Ponto de Equilíbrio, que também participa da música Canto ao alto. Participam também Thiago (tecladista da Ponto de Equilíbrio), o caboverdiano Tchida (banda Coração di Nêgu), João Rasta (banda Massativa) e a cantora Carla D’Anunciação.Uma certeza que pode ser destacada ao longo dessa estrada é que a N’zambi se afirma no cenário reggae sem criar esteriótipos ou uma necessidade de auto-afirmação, mas tendo como missão a utilização da música como instrumento de celebração da vida, conscientização política e terapia para a alma.N’zambi significa Deus no dialeto kimbundu, dos povos Bantus de Angola, e segundo o bispo da Pastoral do Negro, Dom José Maria Pires, é Deus como ser “que diz e faz”. Para os integrantes da banda havia um nome de bastante energia e motivação, pois além de ter um significado forte e presente nas nossas vidas, se utilizava do vocabulário de um povo bastante presente na identidade brasileira e pernambucana.
01. Kaya, mas se oriente
02. Dandara
03. Canto ao alto
04. Dub, suingue e alma
05. Massa de manobra
06. Quizombêra da Várzea
07. É só hoje
08. Cidade grande no ar
09. Felicidade
10. Rastafari
11. Falsos profetas
12. Quem foi que disse?

Nenhum comentário: